whatsapp

Data: 12 de janeiro de 2021

7 lanches saudáveis para o verão!

O verão é a estação mais quente do ano e muitas pessoas gostam deste período para viajar e tirar férias. De fato, é muito bom curtir o verão em frente à piscina ou ao mar, mas quando é preciso adequar a rotina de trabalho ou estudos com essa estação a situação nem sempre é fácil. 

Nesses meses, é comum que com as temperaturas mais elevadas o apetite fique menor, devido à diminuição do metabolismo basal — energia mínima gasta para manter as funções vitais —. Assim, é importante se adaptar às mudanças fisiológicas e ficar atento à ingestão de água e ter uma alimentação leve, para não acabar passando mal. Por isso, mantenha-se hidratado e invista em alimentos de fácil digestão. 

Para te ajudar a criar um cardápio mais equilibrado e gostoso, separamos 7 lanches saudáveis que vão te ajudar nessa estação. 

7 lanches saudáveis para o verão 

Veja algumas opções deliciosas para lanches saudáveis no verão! 

  1. Salada com granola 

                salada com granola

Para o almoço ou jantar, a salada com granola é uma opção refrescante. Você pode fazer uma salada de grão-de-bico, alface-crespa, beterraba, brócolis, tomate e granola. O grão-de-bico possui bastante proteína e é excelente para fortalecer o sistema imunológico e regular o açúcar no sangue. Já a granola é rica em fibras que ajuda o funcionamento intestinal e a absorção dos nutrientes. 

2. Iogurte com granola e chia

             iogurte

Para começar o dia com uma refeição reforçada e leve, o iogurte com granola e chia é uma excelente pedida. Se preferir, acrescente algumas frutas, como morango, banana ou kiwi. O iogurte é uma fonte rica em cálcio e vitaminas do complexo B, a granola promove a sensação de saciedade e a chia é rica em antioxidantes e ômega 3 e 6. 

3. Barra de proteína 

barra de proteína

 Para quem não tem tempo de preparar um lanche ou precisa de uma opção para o pós-treino, as barras de proteínas são ideais. A Kobber, por exemplo, possui barras com sabores de chocolate brownie, cookies e cream e mousse de morango. Todas elas possuem 12g de proteína e proporcionam uma combinação ideal de proteínas com adição exata de vitaminas e minerais.

4. Salada de frutas com chia 

salada de frutas

A salada de frutas com chia, além de ser deliciosa e refrescante, é bastante nutritiva. O abacaxi, por exemplo, possui vitaminas e nutrientes, sendo rico em vitaminas A, C, B1, B2, B3, B5, B6 e B9. Já o kiwi é rico em vitamina C, que fortalece o sistema imunológico e respiratório. A chia promove a saciedade e reduz a ingestão de alimentos no curto prazo. 

5. Cookies integrais com café 

cookies

 Os alimentos integrais são aqueles que possuem grãos, cereais e seus farelos. Os cookies integrais da Kobber são carboidratos complexos, ricos em fibras e baixo índice glicêmico, ou seja, sua digestão é mais lenta, propiciando uma sensação de saciedade por mais tempo.  Além disso, o café dá energia e melhora o funcionamento intestinal. 

6. Suco detox 

suco detox

Para os dias que você estiver se sentindo pesado ou cheio, o suco detox é uma forma de desintoxicar o organismo com alguns alimentos anti-inflamatórios. Você pode fazer o suco com água de coco, canela, limão, couve, gengibre e chia. O gengibre é um anti-inflamatório natural e auxilia na digestão de alimentos gordurosos. Já a couve é rica em vitamina C, que ajuda na imunidade e facilita a absorção do ferro. 

7. Pizza de massa integral 

pizza de massa integral

Para um lanche à noite, a pizza de massa integral cai muito bem. É possível encontrar algumas receitas dessa massa na internet e a grande vantagem é que elas diminuem o uso da farinha branca com a complementação de opções que levam aveia e linhaça. A aveia possui fibras, ferro e a linhaça é rica em ômega 3, 6 e minerais que contribuem para a diminuição do colesterol. Na hora de rechear, opte também por opções mais leves, como manjericão, tomate seco, brócolis, mussarela de búfala e rúcula. 

Por fim, mas não menos importante, você deve ficar de olho no seu consumo de água. Muitas pessoas acreditam que 2 litros seja uma quantidade suficiente, mas esse valor não é único para todos. A conta correta é de 30 ml de água para cada kg. Ou seja, uma pessoa que pesa 85 kg deve ingerir 2,5L por dia. Por isso, faça as contas e encontre o valor ideal para você.  

Gostou das nossas dicas de lanches saudáveis para o verão? Já fez algum deles? Conta para nós nos comentários. 

Data: 12 de janeiro de 2021

6 receitas para aumentar a imunidade!

A imunidade é o mecanismo de defesa do corpo humano contra substâncias estranhas, chamadas antígenos. Assim, o sistema imunológico é responsável por criar processos de defesa para manter o bom funcionamento do organismo. Porém, quando a imunidade do indivíduo está baixa, o corpo fica desprotegido, estando mais suscetível a uma série de doenças.

Para manter a imunidade alta, é preciso ter um estilo de vida equilibrado. A prática de atividades físicas, hábitos saudáveis e uma boa alimentação são fundamentais para fortalecer o corpo. Para te ajudar a fortalecer a imunidade com opções deliciosas, separamos algumas receitas. Confira! 

A relação da alimentação com a imunidade 

Em tempos de coronavírus, ter uma imunidade alta é fundamental para se prevenir dessa e de outras doenças. As vitaminas e sais minerais contidos nos alimentos são fundamentais para a manutenção do corpo. Com o sistema funcionando bem, evita-se infecções bacterianas ou virais. 

Embora não haja uma dieta específica para combater as doenças, ao nos alimentarmos bem, estamos fortalecendo o organismo e junto com medicamentos, caso seja necessário, o corpo terá subsídios para lutar contra a doença. Os principais nutrientes que auxiliam na saúde do sistema imunológico são: Vitamina C, Vitamina D, Vitamina E, Ácido fólico, Carotenóides, Zinco e Selênio. 

Um dos órgãos mais importantes nesse contexto é o intestino, pois ele funciona como um filtro selecionando o que fica e o que sai do organismo. Caso haja algum problema no órgão, substâncias tóxicas podem permanecer no corpo, trazendo consequências para a imunidade. Portanto, é importante investir em alimentos ricos em fibras, proteínas e minerais que facilitem o funcionamento intestinal. 

6 receitas para aumentar a imunidade 

Confira 6 receitas ricas em nutrientes importantes para a imunidade. 

1. Pão caseiro integral

pão caseiro

Ingredientes

  • 1 1/2 xícara de chá de água morna
  • 2 1/2 colheres de sopa de fermento biológico seco
  • 2 colheres de sopa de açúcar mascavo 
  • 4 colheres de sopa de óleo vegetal
  • 4 xícaras de chá de farinha de trigo Integral 
  • 2 colheres de chá de sal
  • 1/2 xícara de chá de aveia em flocos grossos 
  • 2 colheres de linhaça Dourada Kobber
  • 2 colheres de linhaça Marrom Kobber
  • 2 colheres de gergelim 
  • 2 colheres de sopa de chia Kobber

Modo de preparo

Comece misturando o  fermento com o açúcar e a água na batedeira. Depois, acrescente o óleo, a farinha de trigo, a aveia, o sal e comece a bater em velocidade baixa, ou misture com uma colher, se estiver fazendo à mão. Quando começar a formar uma bola de massa, aumente em velocidade média, e bata por 3 a 5 minutos, até formar uma massa mais uniforme. 

Lembrando que você pode fazer todo esse processo sovando com as mãos, caso não tenha batedeira específica para pães. A massa deve ficar macia e grudar um pouco nas mãos, isso faz com que o pão não fique seco. Adicione as linhaças, gergelim, chia e bata mais um pouco para misturar.

Forme uma bola com a massa, coloque em uma tigela grande untada com óleo, cubra com um plástico ou pano de prato limpo para não ressecar e deixe crescer até dobrar de tamanho, por mais ou menos 1 hora, em local quente. Em seguida, coloque a massa em uma superfície levemente enfarinhada, pressione com os dedos para tirar o ar e enrole no formato do pão. Coloque em uma forma untada com óleo e enfarinhada e deixe crescer novamente até dobrar de volume, por cerca de 40 minutos, em local quente. Sempre cubra a massa com um plástico para não ressecar. Enquanto isso, preaqueça o forno a 180ºC. Salpique as sementes que preferir para decorar a massa e leve para assar por cerca de 30-40 minutos ou, até o pão ficar bem douradinho.

2. Panqueca de banana 

panqueca de banana

Ingredientes

  • ½ xícara de chá de farinha de coco
  • ½ xícara de chá de farinha de aveia 
  • 1 colher de sobremesa de chia Kobber 
  • 2 bananas-nanicas maduras
  • 1 xícara de chá de leite 
  • 1 colher de café rasa de canela em pó 

Modo de preparo

Amasse a banana até virar purê. Acrescente os demais ingredientes e misture bem até obter uma massa cremosa. Em seguida, aqueça em fogo baixo uma frigideira antiaderente. Use uma concha para porcionar e fazer os discos, um por vez. Tampe e aguarde para assar por dentro. Quando soltar as bordas, vire o outro lado para dourar e sirva. 

3. Bolinho de grão de bico ou falafel 

           bolinho de grão de bico

  Ingredientes

  • 500 g de grão-de-bico seco
  • 2 dentes grandes de alho
  • 1 cebola pequena  
  • 10 g de salsa picada 
  • 10 g de coentro picado 
  • 6 g de cominho em pó 
  • 3 g de páprica defumada 
  • 3 g de fermento em pó
  • sal a gosto
  • 70 g de granola Kobber triturada para empanar os bolinhos 
  • 1 ovo para empanar 
  • 250 ml azeite de oliva ou óleo vegetal para fritura 

Modo de preparo  

Primeiramente, lave o grão-de-bico e deixe de molho por 8 horas. Depois desse tempo, escorra e seque bem. Coloque os grãos em um multiprocessador ou liquidificador com os demais ingredientes e bata tudo até que forme uma pasta de textura arenosa. Deixe a pasta no refrigerador por uma hora. Retire a tigela do refrigerador e faça bolinhos, passe-os no ovo e na granola e frite. Você também pode assar no forno, durante 20 minutos em 180ºC

4. Mingau de aveia com granola 

      mingau

Ingredientes

  •  2 colheres de sopa de aveia em flocos
  • 50 g de granola Kobber Star 
  • 200 ml leite
  • 1 colher de chá de canela 
  • frutas a gosto (maçã, banana ou morango)

Modo de preparo 

Despejar o leite e a aveia em uma panela, cozinhando até engrossar, sempre mexendo. Adicione frutas de sua preferência e desligue. Por fim, coloque a canela e a granola por cima. 

5. Quibe de abóbora e quinoa

quibe

 Ingredientes

Massa

  • 500g abóbora cabotiá ralada e cozida com 1 colher de café de sal
  • 2 1/2 xícaras de chá de quinoa Kobber
  • 1/2 cebola picada
  • 1/4 de xícara de chá de hortelã fresca picada
  • 1 1/2 de colher de chá de cominho em pó
  • 1 1/2 de colher de chá de páprica doce em pó
  • 1 colher de chá de canela em pó

Modo de preparo

Leve a quinoa para cozinhar em fogo baixo, até secar completamente. Cozinhe a abóbora já ralada em fogo baixo e com um pouco de água e sal. Em uma tigela grande, misture a abóbora, a quinoa e os demais ingredientes com as mãos até obter uma mistura homogênea. Para rechear, você pode utilizar cream cheese, ricota ou requeijão. Preaqueça o forno a 180°C. Unte uma forma com azeite e distribua metade da massa, recheie e cubra com o restante da massa. Faça cortes retangulares para marcar o tamanho dos pedaços, pincele com azeite e leve para assar por 40 minutos, ou até o quibe secar um pouco e ficar com uma crostinha dourada.

6. Bolo de cacau 

      bolo de cacau

Ingredientes 

  • 1 colher de sopa cheia de farinha de linhaça marrom 
  • 3 colheres de sopa de água para hidratar a linhaça
  • 2 xícaras de farinha de trigo integral
  • 3/4 de xícara açúcar mascavo
  • 1/4 de xícara de cacau em pó 
  • 1 colher de sopa de fermento químico em pó
  • 1 xícara de água
  • 1/2 xícara de óleo vegetal
  • 1 colher de sopa de vinagre
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha

Modo de preparo

Coloque a linhaça de molho nas 3 colheres de sopa de água por aproximadamente 15 minutos, até formar um gel. Preaqueça o forno a 200 °C. Enquanto a linhaça está hidratando, misture todos os ingredientes secos em uma tigela – a farinha, o açúcar, o cacau e o fermento. Em seguida, acrescente a linhaça hidratada, a água, o óleo vegetal, o vinagre e a baunilha. Misture bem os ingredientes. Distribua a massa em uma forma redonda com furo central, untada e polvilhada de farinha e leve para assar. Asse por 30 a 40 minutos em forno 180 °C. Depois decore com frutas. 

 Essas receitas são opções deliciosas que levam ingredientes importantes para manter a imunidade alta.  Além dessas opções, você também pode contar com a ajuda de snacks e lanches rápidos deliciosos e saudáveis. A Kobber possui os cookies integrais e cookies de granola que são excelentes fontes de vitaminas e fibras. Gostou das nossas dicas? Inscreva-se na nossa newsletter e receba todos esses conteúdos, direto na sua caixa de e-mails. 

Data: 12 de janeiro de 2021

Como aumentar o consumo de proteína?

Quem pratica atividades físicas já deve ter ouvido falar da importância da ingestão de proteínas para melhorar o ganho de massa muscular. A proteína é uma molécula formada por aminoácidos que possuem o papel de desenvolver as células e tecidos, e construir e manter os órgãos saudáveis. 

Mesmo que você não tenha foco em ganho de massa muscular, a ingestão correta da quantidade de proteína é fundamental para manter o corpo saudável. Para entender melhor sobre esse nutriente e conferir algumas dicas de alimentos, leia nosso conteúdo até o final!

Por que é importante ingerir proteínas? 

O organismo usa os aminoácidos das proteínas que ingerimos para desempenhar suas funções. Portanto, para ter uma produção saudável de hormônios e manter os músculos e tecidos saudáveis, é preciso ingerir alimentos com alto teor proteico. O consumo ideal de proteína também contribui com a produção de anticorpos, mantendo a pele e os cabelos mais saudáveis e os hormônios em equilíbrio.  

As proteínas mais conhecidas são as de origem animal, como carnes, leite e ovos. Porém, as proteínas de origem vegetal também oferecem componentes importantes para a dieta. Alimentos como a soja, grão-de-bico, lentilha, castanhas, amendoim e frutas cítricas possuem boa quantidade de aminoácidos lisina, leucina e arginina que são importantes para o funcionamento do corpo. 

Como aumentar o consumo de proteína? 

Muitas pessoas não ingerem a quantidade indicada de proteína, pois não sabem ao certo quais alimentos possuem esse nutriente ou como colocá-los na dieta. Segundo nutricionistas, o valor indicado é, em média, 55g para homens e 45g para mulheres. 

Os alimentos que podem ser associados na sua dieta e que possuem mais proteínas a cada 100g de alimento são: carne de frango, boi e porco, queijos em geral e ovo. Dos alimentos de origem vegetal temos a soja, quinoa, lentilha, tofu e feijão. 

No caso das pessoas que praticam exercícios, alguns cientistas alertam que consumir proteína logo após o treino é o que garante o crescimento muscular. Nestes casos, optar por barras de proteína pós-treino pode ser interessante. As barras da Kobber, por exemplo, possuem 12g de proteína, além de vitaminas e sais minerais. 

Portanto, aumentar o consumo de proteína diário é fundamental para garantir o bom funcionamento do corpo. Apesar de existir uma série de alimentos naturais ricos em proteínas, a suplementação também é interessante para quem não consegue manter os níveis diários em dia. Gostou do nosso conteúdo? Acesse nosso blog e confira outras dicas. 

Data: 12 de janeiro de 2021

Como preparar a quinoa?

Você sabe preparar a quinoa? A quinoa é conhecida por ser um grão poderoso para a saúde. A espécie do grão é nativo do Peru, Bolívia, Equador e Colômbia e passou a ser consumida pelo ser humano a mais de 4000 anos. Essa semente pode ser encontrada nas cores branca, preta ou vermelha e é rica em proteínas e fibras. Ela também possui magnésio, vitaminas do complexo B, ferro, cálcio, fósforo e antioxidantes.  

O  modo mais conhecido de consumi-la é fazendo saladas, mas esse alimento é versátil e pode ser consumido em outras opções. Para te ajudar a aprender a preparar a quinoa, separamos o passo a passo e algumas dicas de receitas. Confira! 

Benefícios da quinoa 

A quinoa possui alto teor de proteínas e aminoácidos, que facilitam a regeneração dos tecidos. Ela também possui altas quantidades de fósforo, magnésio e cálcio que são essenciais para a saúde óssea, principalmente, para mulheres no período da menopausa. Por possuir antioxidantes, ômega 3 e 6 e vitaminas C e E, ela também é beneficial para a imunidade e colesterol. 

Esse alimento também é uma boa opção para quem tem dietas restritivas, como os diabéticos e celíacos. Para quem tem diabetes, o índice glicêmico do cereal é baixo, ou seja, não provoca picos de açúcar no sangue. No caso dos celíacos, a quinoa não possui glúten, podendo substituir a farinha de trigo em diversas receitas, tanto doces quanto salgadas.

Passo a passo para preparar a quinoa 

Esse alimento pode ser encontrado em grãos ou ser triturado e se tornar uma farinha. No caso dos grãos, eles devem ser cozidos e podem ser incrementados com outros ingredientes. No caso das farinhas, elas servem como ingredientes para pães, bolos e muffins integrais e mais saudáveis. 

Para fazer a quinoa em grãos, primeiramente, você deve lavá-la muito bem para retirar o fitato, pois em excesso ele pode prejudicar a absorção de minerais, como ferro e zinco. A melhor maneira de lavá-la é com a ajuda de uma peneira. Depois, na hora de cozinhar, não coloque muita água. A proporção ideal é uma xícara de quinoa para duas xícaras de água. Tampe a panela e deixe cozinhar por 15 minutos. O ponto correto é quando ela está macia e  transparente. 

Após cozinhar, você deve escorrê-la para retirar todo excesso de água. Utilize a mesma peneira que você usou para lavar a quinoa. Volte os grãos para a panela e deixe descansar por 15 minutos, o calor vai ajudar a secar e deixá-la mais macia. 

Como consumir a quinoa?

Para consumi-la, há várias opções. Você pode utilizar a quinoa como substituto do arroz e refogá-la com alho, por exemplo. Ela também vai muito bem em uma salada com uva passas, queijo branco, hortelã, cenoura e tomate ou ainda substituto da carne para os vegetarianos e veganos, sendo ingrediente principal de hambúrgueres ou quibes.

Mas, além dessas opções tradicionais para almoço ou jantar, a quinoa também pode ser consumida como um cereal matinal. Basta misturá-la com leite ou iogurte e frutas. Essa opção é uma maneira de acrescentar proteína e ferro ao café da manhã. Além desta, a quinoa também pode ser misturada em sucos e vitaminas, adicionando uma dose extra de proteínas aos demais nutrientes das frutas.

Os flocos de quinoa também podem ser consumidos em mingaus, acompanhado de granola ou sopas acompanhadas de torradas. Como citamos no início do post, a farinha de quinoa serve como substituto para os celíacos ou outras pessoas que desejam eliminar a farinha branca da dieta.

Portanto, podemos concluir que a quinoa é um super grão rico em nutrientes e que pode ser utilizado de várias maneiras nas receitas. Gostou das dicas de hoje? Se você quer colocá-las em prática, acesse nosso site e garanta agora mesmo a quinoa. 

X