whatsapp

Data: 9 de setembro de 2021

Glúten faz mal à saúde? 5 mitos e verdades

Proibido em diversas dietas, odiado por alguns e querido por outros, enquanto a gente só quer saber o que é verdade ou não nessa história toda.

Você sabe o que é glúten? 

Apesar de toda curiosidade, o glúten nada mais é que um tipo de proteína que atua como se fosse uma espécie de cola, garantindo maior flexibilidade e uma textura particular.

Pode ser encontrada nos cereais como trigo, cevada ou centeio.

Imagine um pão francês que cresceu e ficou macio… este é o melhor exemplo que podemos usar.

Alimentos que contém glúten

Indo direto ao ponto, a maioria dos alimentos industrializados contém esse tipo de proteína, isso porque a maioria deles tem como base a farinha de trigo.

Uma dica importante é conferir a embalagem antes de comprar qualquer produto e de acordo com seu objetivo, identificar aqueles que são sem glúten, caso você tenha intolerância ou sensibilidade a este tipo de alimento.

Lista de alimentos que contém glúten

  • Tortilha de trigo, donuts, croissant, pão, macarrão, torrada, biscoito, bolachas e bolos (industrializados);
  • Hambúrguer, salgadinhos, cachorro-quente e pizza;
  • Cereais e barrinhas de cereais
  • Sêmola de trigo, cuscuz, bul gur, gérmen de trigo e triguilho;
  • Levedura de cerveja;
  • Salsicha e embutidos;
  • Sopas desidratadas e temperos prontos;
  • Suplementos nutricionais;
  • Ketchup, maionese, molho branco, shoyu e molhos industrializados;
  • Cerveja e bebidas maltadas;
  • Alguns queijos.

Será que realmente faz mal comer os alimentos citados acima?

5 Mitos e Verdades sobre o glúten

1.Glúten faz mal à saúde. – MITO

Sabemos que o ser humano ama criar vilões para as nossas dietas e nesse caso, essa é uma mentira que acabou sendo repetida muitas vezes nos trazendo até aqui.

O glúten só faz mal para quem possui alergia ou intolerância à proteína. Em outros casos, é possível manter uma dieta equilibrada e saudável ingerindo esse tipo de proteína sim.

2.Alimentos sem glúten são mais saudáveis – MITO

Essa é uma daquelas que acabamos concluindo de forma precipitada, afinal é normal pensar que o alimento sem glúten é mais saudável quando nos dizem que aqueles que contêm fazem mal a saúde.

Saiba que isso é mentira, até porque existem alimentos sem glúten com muito açúcar e alto índice glicêmico, o que não é considerado nada saudável.

3.Alimentos sem glúten ficam menos macios – VERDADE

A nossa culinária com certeza é uma característica forte do nosso país. Evoluímos o cachorro-quente, a comida japonesa e até mesmo a pizza se tornou nosso patrimônio cultural.

Um dos fatores que podem ser considerados primordial nesse caso apesar de toda técnica dos nossos masterchefs, é que geralmente alimentos sem glúten ficam menos macios e isso é 100% verdade, já que a proteína proporciona maciez, elasticidade à massa e retém a umidade.

4.Existem produtos sem ser alimentos que contém glúten – VERDADE

Tá aqui uma verdade que nem todos acreditam, mas que na realidade a ciência já provou que deveriam.

Existem diversos produtos que não são alimentos como, por exemplo, hidratantes a base de aveia, massinha de modelar, cola branca, sabonetes, shampoos e até mesmo maquiagens que podem conter derivado do trigo e aveia.

5.Glúten engorda – MITO

Nenhum alimento tem o “poder” de engordar e com o glúten não é diferente.

Vamos falar sobre alimentação saudável a seguir, mas é importante entender que o que causa o ganho de peso é um conjunto de fatores que vão além de um simples alimento.

Ter uma alimentação balanceada é uma das maneiras mais eficazes para garantir a qualidade de vida, além de prevenir doenças e fazer nosso corpo funcionar de maneira adequada.

Quando falamos sobre uma alimentação saudável, estamos nos referindo a uma dieta balanceada rica em proteínas, água, sais minerais, fibras, carboidratos e gorduras.

Os benefícios de uma alimentação saudável:

  • Previne doenças;
  • Retarda o envelhecimento;
  • Melhora o equilíbrio hormonal;
  • Combate às dores corporais;
  • Melhora do humor;
  • Aumenta a disposição e energia.

Todos eles são resultados de quando você tem uma dieta correta e balanceada.

Se você quiser descobrir como montar um cardápio e ter uma alimentação saudável mesmo na correria é só clicar aqui.

Gostou do conteúdo? Se sim, compartilhe em suas redes sociais ainda hoje!

Caso queira conhecer nosso catálogo digital e descobrir todas as gostosuras que a Kobber possui basta clicar aqui.

Até a próxima!

Data: 4 de dezembro de 2020

O que comer em uma dieta sem glúten?

A dieta sem glúten consiste em retirar essa proteína da alimentação diária. Você sabia que cerca de 2 milhões de brasileiros têm intolerância ao glúten? O glúten é um composto de proteínas de armazenamento chamadas prolaminas e glutaminas, que se unem ao amido no endosperma das sementes de vários cereais, como o trigo, cevada e centeio.

 Os celíacos são pessoas com intolerância à proteína que não conseguem digeri-la e absorver os seus nutrientes. Ou seja, o resultado é a inflamação no organismo, causando desconforto intestinal, inchaço e dor abdominal. Portanto, essas pessoas precisam retirar o glúten da dieta.

Mas, além dos celíacos, nos últimos anos, a dieta sem glúten ganhou destaque para o grande público como uma opção de emagrecimento. Nesse caso, para eliminar peso não é preciso retirar todo o glúten da alimentação. O mais importante é diminuir a ingestão de carboidratos simples e açúcares que estão presentes em pães, pizzas, bolos e cerveja, por exemplo. 

Para entender melhor o assunto e conferir dicas de substituições, confira este conteúdo! 

Quais os principais alimentos de uma dieta sem glúten? 

O glúten é uma proteína vegetal presente no trigo, aveia, centeio, cevada, malte e, consequentemente, em todos os seus produtos derivados, como bolos, pães, pizza, massas e cervejas. Olhando assim parece ser uma dieta restritiva, mas atualmente já há opções equivalentes, principalmente farinhas, que substituem bem os alimentos com glúten. Confira uma lista de alimentos que são boas opções para uma dieta sem glúten.

  • Arroz e seus derivados (farinha de arroz);
  • Milho e seus derivados (farinha de milho, fubá e amido de milho);
  • Batata (fécula de batata);
  • Mandioca (farinha de mandioca, polvilho azedo, polvilho doce, tapioca);
  • Farinhas de amêndoa, coco, quinoa;
  • Frutas;
  • Legumes, verduras e tubérculos em geral 
  • Carnes;
  • Sal e açúcar;
  • Cacau;
  • Gelatina;
  • Café; 
  • Óleo e azeite;
  • Leite e seus derivados.

Quais as opções para refeições diárias? 

Café da manhã: tapioca com queijo e suco de laranja com chia;
Lanche da manhã: barra de nuts;
Almoço: Arroz, filé de frango grelhado, batata doce e salada de alface, agrião, tomate com granola;
Sobremesa : Fitty zero de cocada e chocolate;
Lanche da tarde: Vitamina de banana com linhaça;
Jantar: spaghetti de legumes acompanhado com quibe de quinoa.

Para os celíacos, é importante sempre estar de olho nas informações das embalagens, pois há produtos que podem conter traços de glúten, pois esses alimentos são processados em máquinas que farinha de trigo, centeio ou cevada também são processados.

Dessa forma, podemos concluir que há muitas opções deliciosas e nutritivas que podem ser utilizadas em qualquer refeição em substituição ao glúten. Assim, seja você é intolerante ou apenas está buscando eliminar essa proteína da sua dieta, há uma vasta opção de alimentos naturais e industrializados que podem ser substitutos.

A Kobber, por exemplo, possui vários produtos fabricados sob rigorosos critérios de qualidade para garantir um produto seguro e gostoso para os intolerantes e sensíveis ao glúten. Há opções de granolas, barras de cereal, doces fit, super grãos e super frutas. Acesse nosso site e faça seu pedido agora mesmo!

X