whatsapp

Data: 7 de outubro de 2021

O segredo da alimentação saudável: frutas, legumes e verduras

Ter uma alimentação mais saudável e equilibrada é a garantia de uma qualidade de vida melhor, isso porque, além de ter bem-estar, a alimentação ajuda a prevenir doenças, auxilia no controle do peso, melhora o humor e a memória, fortalece o sistema imunológico, reduz o cansaço e estresse e fornece energia para as nossas atividades diárias.

Vale ressaltar que uma alimentação saudável não significa comer muito dos alimentos certos e, sim, consumir nas quantidades adequadas, sem exageros. A alimentação equilibrada deve conter: proteínas, carboidratos, fibras, gordura boa, cálcio, vitaminas e outros minerais. Sem falar nas diversidades dos grãos, verduras, frutas e legumes, esses alimentos não podem faltar nas suas refeições do dia a dia.

E claro que não podemos esquecer dos alimentos que devemos evitar, sim, eu sei ser clichê e que você já deve ter lido ou ouvido diversas vezes, mas é importante relembrar quando falamos de alimentação saudável. É essencial evitar o consumo de alimentos industrializados, pois eles são compostos na sua maioria de substâncias nocivas para o nosso organismo como: corantes, conservantes, sódio e açúcares em abundância.

Começar uma alimentação balanceada, nada mais é do que mudar velhos hábitos. Essa mudança não precisa ser dolorosa e cheia de sacrifícios, você pode iniciar gradualmente. O ideal é fazer a reeducação alimentar com acompanhamento de um nutricionista, pois só ele poderá te orientar sobre quais são deficiências do seu organismo e quais alimentos podem te ajudar. 

Como mencionamos você pode ir gradualmente, diminuindo a cada dia os alimentos gordurosos e lanches de fast-food e sempre que puder dê preferência para frutas e produtos integrais. Lembre-se de se permitir conhecer novos sabores, alimentos e receitas, inove e explore as suas descobertas. Afinal, além de ser saudável, tem que ser saboroso também, não é mesmo? Confira nosso guia com 5 receitas com granola para você encaixar na sua dieta, clique aqui.

O segredo da alimentação saudável: A importância de frutas, legumes e verduras na sua dieta. 

 

Montar um cardápio variado e colorido é um dos segredos para se ter e manter uma boa saúde. Por isso, iremos apresentar alguns alimentos que irão te ajudar a se alimentar de forma mais saudável e equilibrada.

Frutas

 

Fontes de vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes as frutas são importantes para o bom funcionamento do nosso organismo, além disso, elas possuem diversos benefícios como fornecimento de energia, retardam o envelhecimento precoce, são calmantes, ajudam a controlar a ansiedade e são verdadeiras amigas do intestino, ajudando-o a funcionar corretamente.

E para quem faz uma dieta restrita ou de emagrecimento, as frutas são essenciais, pois são fontes fibras que ajudam na saciedade e suprem as necessidades de vitaminas e minerais para o nosso organismo.

Para você começar selecionamos algumas frutas para você incluir na sua dieta: maçã, abacate, coco, mamão, banana, kiwi, melancia, uva, ameixa, açaí, morango, framboesa, laranja (com bagaço), acerola e abacaxi.

Legumes e Verduras

 

Consideramos legumes todos os vegetais que podem dar frutos, desenvolvimento na parte externa da terra ou abaixo dela. Eles são compostos por raízes, tubérculos, frutos e caules e conseguimos aproveitar quase tudo deles, pois podem ser consumidos: crus, cozidos, fritos, no vapor e em tantas outras maneiras.

Inclua também em sua dieta os legumes: beterraba, mandioca, feijão, cebola, grão-de-bico, ervilhas, soja, cenoura, milho, castanha-de caju, nozes, castanha-do-pará, amêndoas e batata-doce e inglesa.

Já as verduras são plantas comestíveis que seu formato é em folhas ou flores, podendo ser chamadas até de hortaliças, já que elas são um tipo de hortaliça.

Para deixar sua dieta mais rica inclua verduras: alface, agrião, acelga, couve, espinafre, couve-flor, brócolis e alcachofra.

A junção desses dois super alimentos em uma boa salada se torna um dos pratos mais saudáveis e nutritivos de todos, pois ele possui vitaminas e minerais que fortalecem o sistema imunológico, auxiliam no bom funcionamento do intestino e previnem doenças cardiovasculares. Então, já viu né, nada de pular uma boa entrada de salada.

Como aproveitar 100% os alimentos?

 

Existem diversas razões para se aproveitar ao máximo os alimentos, isso porque em muitos casos, a parte da fruta ou legume que descartamos possui muito mais nutrientes do que a parte que iremos consumir. Você sabia que:

  • Casca de laranja: 40 vezes mais cálcio.
  • Rama de cenoura: 4 vezes mais proteína e 3 vezes mais vitamina C.
  • Casca de maçãs e mexericas: 2 vezes mais vitamina C.
  • Folha de brócolis: 5 vezes mais proteína.
  • Casca da jaca: 11 vezes mais vitamina C.
  • Casca do abacaxi: 38% mais vitamina C.

 

Antes de mais nada, é preciso ter uma atenção especial com a limpeza das cascas, como essas partes ficam expostas, acabam acumulando resíduos do transporte e de manuseio, então, capriche na hora de lavar!

Depois da limpeza é hora de aproveitar o material que temos em mãos. Veja só:

  • Talos: geralmente todos os tipos de talos podem ser aproveitados, exceto o da mandioca-brava, pois ele é tóxico e pode causar intoxicação, mas o restante pode ser picado ou triturado e misturado em massa de bolos e pães;
  • Folhas de beterraba e cenoura: elas podem ser consumidas cruas como parte da salada;
  • Folhas de rabanete, abóbora e couve-flor: podem ser consumidas temperadas ou refogadas;
  • Casca de laranja: são perfeitas para fazer geleias e também podem ser caramelizadas e usadas no preparo de vários doces;
  • Cascas de mandioquinha e batata: podem ser consumidas assadas ou fritas sendo ideais como aperitivo;
  • Casca de mamão, abacaxi e goiaba: essas cascas são perfeitas para preparar chás ou sucos.

 

Existem vários alimentos que podemos usar até a última casca, aqui separamos apenas alguns.

Viu só! Aposto que agora você vai aproveitar tudo o que puder dos alimentos. 

Mas, ainda não acabou! Frutas sabemos que é mais fácil de consumir, mas legumes e verduras, nossa às vezes é uma verdadeira luta, por isso separamos algumas dicas que vão te estimular a consumir mais desses alimentos tornando sua alimentação mais saudável e variada.

Seja persistente

 

Lembra da famosa frase “eu sou brasileiro e não desisto nunca”, pois bem! É preciso persistir 10 a 15 vezes para que o paladar se acostume com o alimento, mesmo que não goste no primeiro momento, não exclua de sua dieta, o ideal é experimentar em dias alternados.

Explore receitas

 

Crie, experimente várias receitas, mude o sabor e as combinações, use e abuse dos temperos, pois assim você consegue ter mais chances de agradar o seu paladar, por exemplo, não gosta de chuchu cozido, experimente ele em pedacinhos na carne de panela. A regra aqui é criar e testar.

Comece com pequenas porções

 

Quando for experimentar novos alimentos, comece com pequenas quantidades, colocar uma colher de sopa do alimento que está tentando gosta no prato já é o suficiente para os dar os primeiros passos, conforme for se adaptando aumente a porção.

Misture os alimentos

 

Tudo fica melhor quando misturamos o alimento que temos aversão com o alimento que gostamos, pois, o alimento gostoso vai acabar modificando o sabor do outro aumentando assim a aceitação do alimento que não gosta, por exemplo, você não curte berinjela cozida, mas pode experimentar colocar as fatias dentro de uma lasanha e aproveitar que o queijo, presunto, carne ou molho de tomate faça a sua mágica.

Conheça mais sobre nós e nossos produtos. Baixe agora mesmo nosso catálogo de produtos. Acessar catálogo

Data: 7 de outubro de 2021

Alimentação na primavera: O que você pode comer?

É primavera… a estação do ano mais colorida e eu pelo menos quando ouço falar em primavera logo me vem à mente a música do saudoso Tim Maia “É primavera…” aposto que você leu cantando e completou o restante da música, não é mesmo?

Bem, a penúltima estação do ano traz consigo, um clima ameno. Essa época é a preferida de muitas pessoas, pois é quando a natureza fica mais colorida com flores e não é tão quente como o verão e nem frio como no inverno e por conta disso, é a estação perfeita para fazer atividades ao ar livre, claro que com todo o cuidado devido à pandemia da COVID-19. 

Não sei se você sabe, mas as flores que se abrem na primavera são responsáveis pela reprodução de 230 mil espécies de plantas floríferas  e que a palavra “primavera” em latim quer dizer “boa estação” e que há muito tempo, o ano era dividido em duas partes: “veris”, que é “bom tempo, e “hiens” que é “mau tempo”. E somente a partir do século XVII que o ano foi dividido nas quatro estações que conhecemos hoje. Interessante, não é mesmo?

A primavera é um despertar da natureza e com ela os alimentos também crescem e nos presenteiam com uma variedade de pratos coloridos e diversificados tornando sua rotina alimentar ainda melhor!

Durante esse período o tempo fica mais quente, então o ideal é incluir na sua rotina alimentos mais frescos e ter uma alimentação mais leve para facilitar a digestão, pois como mencionamos o tempo é mais quente e seco o que acaba exigindo mais esforço do nosso organismo. Dê preferência para alimentos cozidos a vapor, grelhados e assados e sempre que puder, inclua frutas e legumes. E não se esqueça da hidratação, nessa época é essencial.

Aproveite a estação colorida e cheia de energia para mudar velhos hábitos. Para te ajudar, separamos 3 dicas e cuidados para manter uma alimentação equilibrada durante a estação. Veja só:

1.Se hidrate: consuma sucos naturais, água de coco, limonadas e se hidrate bastante com água.

2.Controle os doces: sabemos que isso é uma tarefa difícil, ainda mais quando acabamos de sair da estação mais fria e que pede sempre um docinho, mas se não resistir aos doces, fique tranquilo(a) que existem as opções mais saudáveis, como: Doce Fitty Zero e Fruta de bolso que cá entre nós é uma delícia! Você precisa provar.

3.Se alimente a cada três horas: é essencial ter uma rotina alimentar saudável e se alimentar com intervalos a cada três horas é o ideal para não acabar consumindo besteiras, nessas horas você pode optar por barras de cereaisbarra de Nuts. São super saudáveis e são ideais para esses momentos.

Alimentação na primavera

 

Descubra o que você pode comer e o que evitar.

O segredo aqui é consumir os alimentos da estação, e se possível os alimentos orgânicos. Por isso, selecionamos alguns alimentos que você pode comer sem culpa e os que devem ser evitados Assim você aproveita o melhor da estação. Confira!  

  1. Abacaxi pérola: rico em vitaminas A, B1 e C é um ótimo aliado da imunidade e muito benéfico para a saúde dos olhos;
  2. Laranja-lima: também rica em vitamina C é perfeita para a prevenção de gastrite;
  3. Caju: a fruta tem 5 vezes mais vitamina C do que sua colega laranja, que para o sistema imunológico é uma super proteção. Além disso, a fruta possui baixo teor de gordura o que ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares;
  4. Batata-doce: rica em fibras, ela ajuda a controlar os níveis de colesterol e ajuda na saciedade, ideal para quem quer perder uns quilinhos e, além disso, o tubérculo ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares;
  5. Banana: fonte de energia, a banana ajuda a regular a pressão arterial, as taxas de colesterol e previne a anemia. Essa é uma fruta que não pode faltar na sua lista de compras;

Depois de todas essas frutas, não podemos esquecer dos vegetais

  1. Espinafre: se você é fã de carteirinha do Popeye, então fique feliz, pois, a estação é a melhor para o consumo dele. Fonte riquíssima de ferro é perfeita para combater anemias;
  2. Couve-flor: a hortaliça é anti – inflamatória e cicatrizante e, além disso, ajuda no bom funcionamento do cérebro, o que já é suficiente para incluir o alimento na sua alimentação.

 

O que devo evitar?

 

Independentemente da estação em que estamos, devemos evitar os alimentos gordurosos, frituras, cheios de açúcares, não abusar do café e do álcool. Porém, nem sempre isso é possível, por isso consuma pequenas porções e não abuse, pois, o excesso dessas comidas e bebidas podem sobrecarregar o fígado, por isso, consuma com moderação.

Espero que essa pequena lista de alimentos da estação, te ajude a mudar velhos hábitos e você conseguir começar uma rotina alimentar mais saudável e equilibrada. 

Se você quiser ainda incrementar seu cardápio com um superalimento, então saiba que a Granola é rica em fibras e nutrientes que ajudam no bom funcionamento do organismo. E para te dar um help temos um guia com 5 receitas com granola para você incluir na sua alimentação, clique aqui! Aproveite!

Conheça mais sobre nós e nossos produtos. Baixe agora mesmo nosso catálogo de produtos. Acessar catálogo.

Data: 7 de outubro de 2021

Hábitos alimentares infantis: dicas para uma alimentação saudável.

Já chegou a questionar como os hábitos alimentares influenciam na nossa saúde desde pequenos? 

Segundo o IBGE, 44 milhões de crianças com menos de cinco anos estão acima do peso. Outro dado importante é que cerca de um terço da população entre cinco e nove anos sofre do mesmo problema. 

Existem diversos fatores que influenciam diretamente neste cenário, principalmente os hábitos alimentares e o estilo de vida.  A criação desse processo vai além de restrições alimentares ou não comer algo que goste e é exatamente sobre isso que falaremos a seguir! 

Vamos nessa? Aproveite a leitura. 

O que é Hábito Alimentar?

A definição de hábitos alimentares conforme o dicionário é como o indivíduo ou grupo se alimenta, considerando quais tipos de alimentos, em que quantidades e quando são consumidos. 

É necessário entender que ter o hábito de alimentação saudável desde a infância pode trazer diversos benefícios na vida adulta, isso porque é durante esse período que o comportamento alimentar, texturas e sabores são formados.

Sabemos que nos 2 primeiros anos de vida as preferências alimentares são formadas e o aprendizado acontece, quem já teve dificuldades em fazer uma criança comer (e gostar de comer) seus vegetais, certamente sabe que estamos falando. 

Os hábitos alimentares infantis afetam diretamente o comportamento alimentar, que está ligado ao bem-estar, à formação de obesidade e à saúde geral. 

A importância de hábitos alimentares saudáveis  na infância 

No mundo agitado onde as rotinas sofrem mudanças constantes, existe certa dificuldade em conseguir preparar refeições saudáveis, porém algumas atitudes podem ser evitadas visando a qualidade de vida dos pequenos. 

Evitar fast food, refeições com alto teor de gordura, refrigerantes açucarados e açúcar na dieta das crianças são algumas ideias que podem ser executadas de forma simples.

Procure oferecer frutas e vegetais que são fáceis de preparar, até mesmo algumas opções de doces sem açúcar para quando a vontade bater. Ofereça sempre, crianças tendem a apreciar alimentos que são oferecidos regularmente. 

Outra dica importante é que as crianças aprendem por meio da observação e não difere com os hábitos alimentares, ou seja, a possibilidade dela comer alimentos saudáveis aumenta quando ela vê os pais comerem também. 

Quando a criança passa a se alimentar de uma forma saudável, problemas vasculares, diabetes e obesidade são passíveis de redução. 

3 dicas para criar hábitos alimentares saudáveis na infância 

  1. Não pressione as crianças 

É extremamente normal que as crianças tenham um sentimento de negatividade quando são forçadas ou pressionadas a comer alimentos novos. 

Nossa dica é para você tentar introduzir novamente esse alimento no futuro, isso vai ajudar a garantir que elas não se sintam mal caso não gostem de algum alimento. 

  1. Estimule brincadeiras 

Quem nunca aprendeu brincando? Além de adquirir diversos aprendizados que estimulam seu crescimento, através das brincadeiras a criança trabalha sua coordenação motora, desenvolvimento cognitivo e aprende a respeitar as regras. 

  1. Coma junto em família 

Esse hábito pode começar desde pequeno e  além de diminuir o risco de ficarem acima do peso, vai permitir que você crie memórias afetivas importantes. 

Crianças que almoçam ou jantam em família tendem a consumir alimentos mais saudáveis como grãos, vegetais e legumes. 

Considere que esse processo de aprendizado exige paciência, carinho, compreensão e principalmente dedicação. E saiba que todo esse esforço além de saudável, valerá muito a pena! 

Dica Bônus

Você sabia que a granola é um alimento rico em fibras e nutrientes que ajudam no bom funcionamento do organismo? 

Baixe nosso Guia Prático e confira 5 receitas deliciosas! 

Agora sim, contra pra gente: gostou do artigo? Esperamos que sim!

Compartilhe com quem você ama e acompanhe nosso blog, em breve estaremos de volta. 

Sabor e Saúde na Alimentação

Até a próxima

X