whatsapp

Data: 7 de outubro de 2021

Alimentação na primavera: O que você pode comer?

É primavera… a estação do ano mais colorida e eu pelo menos quando ouço falar em primavera logo me vem à mente a música do saudoso Tim Maia “É primavera…” aposto que você leu cantando e completou o restante da música, não é mesmo?

Bem, a penúltima estação do ano traz consigo, um clima ameno. Essa época é a preferida de muitas pessoas, pois é quando a natureza fica mais colorida com flores e não é tão quente como o verão e nem frio como no inverno e por conta disso, é a estação perfeita para fazer atividades ao ar livre, claro que com todo o cuidado devido à pandemia da COVID-19. 

Não sei se você sabe, mas as flores que se abrem na primavera são responsáveis pela reprodução de 230 mil espécies de plantas floríferas  e que a palavra “primavera” em latim quer dizer “boa estação” e que há muito tempo, o ano era dividido em duas partes: “veris”, que é “bom tempo, e “hiens” que é “mau tempo”. E somente a partir do século XVII que o ano foi dividido nas quatro estações que conhecemos hoje. Interessante, não é mesmo?

A primavera é um despertar da natureza e com ela os alimentos também crescem e nos presenteiam com uma variedade de pratos coloridos e diversificados tornando sua rotina alimentar ainda melhor!

Durante esse período o tempo fica mais quente, então o ideal é incluir na sua rotina alimentos mais frescos e ter uma alimentação mais leve para facilitar a digestão, pois como mencionamos o tempo é mais quente e seco o que acaba exigindo mais esforço do nosso organismo. Dê preferência para alimentos cozidos a vapor, grelhados e assados e sempre que puder, inclua frutas e legumes. E não se esqueça da hidratação, nessa época é essencial.

Aproveite a estação colorida e cheia de energia para mudar velhos hábitos. Para te ajudar, separamos 3 dicas e cuidados para manter uma alimentação equilibrada durante a estação. Veja só:

1.Se hidrate: consuma sucos naturais, água de coco, limonadas e se hidrate bastante com água.

2.Controle os doces: sabemos que isso é uma tarefa difícil, ainda mais quando acabamos de sair da estação mais fria e que pede sempre um docinho, mas se não resistir aos doces, fique tranquilo(a) que existem as opções mais saudáveis, como: Doce Fitty Zero e Fruta de bolso que cá entre nós é uma delícia! Você precisa provar.

3.Se alimente a cada três horas: é essencial ter uma rotina alimentar saudável e se alimentar com intervalos a cada três horas é o ideal para não acabar consumindo besteiras, nessas horas você pode optar por barras de cereaisbarra de Nuts. São super saudáveis e são ideais para esses momentos.

Alimentação na primavera

 

Descubra o que você pode comer e o que evitar.

O segredo aqui é consumir os alimentos da estação, e se possível os alimentos orgânicos. Por isso, selecionamos alguns alimentos que você pode comer sem culpa e os que devem ser evitados Assim você aproveita o melhor da estação. Confira!  

  1. Abacaxi pérola: rico em vitaminas A, B1 e C é um ótimo aliado da imunidade e muito benéfico para a saúde dos olhos;
  2. Laranja-lima: também rica em vitamina C é perfeita para a prevenção de gastrite;
  3. Caju: a fruta tem 5 vezes mais vitamina C do que sua colega laranja, que para o sistema imunológico é uma super proteção. Além disso, a fruta possui baixo teor de gordura o que ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares;
  4. Batata-doce: rica em fibras, ela ajuda a controlar os níveis de colesterol e ajuda na saciedade, ideal para quem quer perder uns quilinhos e, além disso, o tubérculo ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares;
  5. Banana: fonte de energia, a banana ajuda a regular a pressão arterial, as taxas de colesterol e previne a anemia. Essa é uma fruta que não pode faltar na sua lista de compras;

Depois de todas essas frutas, não podemos esquecer dos vegetais

  1. Espinafre: se você é fã de carteirinha do Popeye, então fique feliz, pois, a estação é a melhor para o consumo dele. Fonte riquíssima de ferro é perfeita para combater anemias;
  2. Couve-flor: a hortaliça é anti – inflamatória e cicatrizante e, além disso, ajuda no bom funcionamento do cérebro, o que já é suficiente para incluir o alimento na sua alimentação.

 

O que devo evitar?

 

Independentemente da estação em que estamos, devemos evitar os alimentos gordurosos, frituras, cheios de açúcares, não abusar do café e do álcool. Porém, nem sempre isso é possível, por isso consuma pequenas porções e não abuse, pois, o excesso dessas comidas e bebidas podem sobrecarregar o fígado, por isso, consuma com moderação.

Espero que essa pequena lista de alimentos da estação, te ajude a mudar velhos hábitos e você conseguir começar uma rotina alimentar mais saudável e equilibrada. 

Se você quiser ainda incrementar seu cardápio com um superalimento, então saiba que a Granola é rica em fibras e nutrientes que ajudam no bom funcionamento do organismo. E para te dar um help temos um guia com 5 receitas com granola para você incluir na sua alimentação, clique aqui! Aproveite!

Conheça mais sobre nós e nossos produtos. Baixe agora mesmo nosso catálogo de produtos. Acessar catálogo.

Data: 7 de outubro de 2021

Hábitos alimentares infantis: dicas para uma alimentação saudável.

Já chegou a questionar como os hábitos alimentares influenciam na nossa saúde desde pequenos? 

Segundo o IBGE, 44 milhões de crianças com menos de cinco anos estão acima do peso. Outro dado importante é que cerca de um terço da população entre cinco e nove anos sofre do mesmo problema. 

Existem diversos fatores que influenciam diretamente neste cenário, principalmente os hábitos alimentares e o estilo de vida.  A criação desse processo vai além de restrições alimentares ou não comer algo que goste e é exatamente sobre isso que falaremos a seguir! 

Vamos nessa? Aproveite a leitura. 

O que é Hábito Alimentar?

A definição de hábitos alimentares conforme o dicionário é como o indivíduo ou grupo se alimenta, considerando quais tipos de alimentos, em que quantidades e quando são consumidos. 

É necessário entender que ter o hábito de alimentação saudável desde a infância pode trazer diversos benefícios na vida adulta, isso porque é durante esse período que o comportamento alimentar, texturas e sabores são formados.

Sabemos que nos 2 primeiros anos de vida as preferências alimentares são formadas e o aprendizado acontece, quem já teve dificuldades em fazer uma criança comer (e gostar de comer) seus vegetais, certamente sabe que estamos falando. 

Os hábitos alimentares infantis afetam diretamente o comportamento alimentar, que está ligado ao bem-estar, à formação de obesidade e à saúde geral. 

A importância de hábitos alimentares saudáveis  na infância 

No mundo agitado onde as rotinas sofrem mudanças constantes, existe certa dificuldade em conseguir preparar refeições saudáveis, porém algumas atitudes podem ser evitadas visando a qualidade de vida dos pequenos. 

Evitar fast food, refeições com alto teor de gordura, refrigerantes açucarados e açúcar na dieta das crianças são algumas ideias que podem ser executadas de forma simples.

Procure oferecer frutas e vegetais que são fáceis de preparar, até mesmo algumas opções de doces sem açúcar para quando a vontade bater. Ofereça sempre, crianças tendem a apreciar alimentos que são oferecidos regularmente. 

Outra dica importante é que as crianças aprendem por meio da observação e não difere com os hábitos alimentares, ou seja, a possibilidade dela comer alimentos saudáveis aumenta quando ela vê os pais comerem também. 

Quando a criança passa a se alimentar de uma forma saudável, problemas vasculares, diabetes e obesidade são passíveis de redução. 

3 dicas para criar hábitos alimentares saudáveis na infância 

  1. Não pressione as crianças 

É extremamente normal que as crianças tenham um sentimento de negatividade quando são forçadas ou pressionadas a comer alimentos novos. 

Nossa dica é para você tentar introduzir novamente esse alimento no futuro, isso vai ajudar a garantir que elas não se sintam mal caso não gostem de algum alimento. 

  1. Estimule brincadeiras 

Quem nunca aprendeu brincando? Além de adquirir diversos aprendizados que estimulam seu crescimento, através das brincadeiras a criança trabalha sua coordenação motora, desenvolvimento cognitivo e aprende a respeitar as regras. 

  1. Coma junto em família 

Esse hábito pode começar desde pequeno e  além de diminuir o risco de ficarem acima do peso, vai permitir que você crie memórias afetivas importantes. 

Crianças que almoçam ou jantam em família tendem a consumir alimentos mais saudáveis como grãos, vegetais e legumes. 

Considere que esse processo de aprendizado exige paciência, carinho, compreensão e principalmente dedicação. E saiba que todo esse esforço além de saudável, valerá muito a pena! 

Dica Bônus

Você sabia que a granola é um alimento rico em fibras e nutrientes que ajudam no bom funcionamento do organismo? 

Baixe nosso Guia Prático e confira 5 receitas deliciosas! 

Agora sim, contra pra gente: gostou do artigo? Esperamos que sim!

Compartilhe com quem você ama e acompanhe nosso blog, em breve estaremos de volta. 

Sabor e Saúde na Alimentação

Até a próxima

Data: 8 de junho de 2021

O que são as gorduras do bem e como elas ajudam na alimentação saudável

Conheça 3 produtos com altos índices de gorduras insaturadas e seus benefícios

Não se espante, mas as gorduras não são totalmente vilãs e você não precisa abdicar dela na sua vida para ter uma dieta saudável. Pelo contrário, gorduras são nutrientes importantes para o nosso organismo. Elas participam ativamente da produção de hormônios sexuais, além de serem fontes de energia para o corpo e auxiliam na regulação da temperatura corporal. Elas também são fundamentais para a saúde cerebral e proteção dos neurônios.

Para manter uma dieta saudável e equilibrada você deve consumir mais gorduras insaturadas. Seus benefícios se relacionam à manutenção do “bom colesterol”, o HDL, e à redução do “colesterol ruim”, o LDL. Já as gorduras saturadas devem ser apreciadas com moderação e as gorduras trans evitadas ao máximo.

Quais são os tipos de gorduras?

Gorduras saturadas

São fontes naturais, de origem animal e duras na temperatura ambiente. Podem ser consumidas com moderação, pois, quando em excesso, são prejudiciais à saúde. Dentre os alimentos ricos em gorduras saturadas estão: carne vermelha, leite, manteiga, queijos, óleo de coco, banha de porco, frango com pele e bacon. A quantidade máxima indicada para consumo desses alimentos é de 10% das calorias diárias.

Gorduras insaturadas (mono e polinsaturadas)

Vindas de origem vegetal, as gorduras insaturadas podem ser chamadas de alimentos “do bem”. Elas auxiliam os ossos a absorver cálcio e a regular o sistema imunológico. Você pode acrescentá-las ao longo do dia, como o azeite nas saladas, a chia no iogurte e as oleaginosas nos intervalos das refeições.

Gorduras trans

São desenvolvidas em laboratório, onde passam por um processo de hidrogenação. Elas são utilizadas para dar sabor e consistência aos alimentos. São gorduras prejudiciais à saúde. A recomendação é que se evite ao máximo o consumo desta gordura. Você pode encontrar em alimentos como salgadinhos de pacote, batata frita congelada, bolachas recheadas, sorvetes e margarina.

3 produtos com altos índices de gorduras insaturadas

Chia

As sementes de chia tem em sua composição ômega-3, antioxidantes, cálcio, proteínas, fibras, vitaminas e minerais, que fazem desta semente, um excelente complemento nutricional, natural e econômico. Ela contém alto teor de ácidos graxos poli-insaturados essenciais, categorias de gorduras consideradas benéficas ao organismo, sendo rica em ácido graxo alfa-linolênico, também conhecido como ômega 3.

A semente de chia Kobber é ideal para quem quer controlar e prevenir o diabetes, emagrecer, fortalecer a imunidade e enriquecer os ossos com cálcio.

Linhaças

A linhaça é uma semente rica em ômega 3, um ácido graxo que atua no organismo reduzindo inflamações, melhorando os níveis do colesterol, aumentando o HDL (bom colesterol) e diminuindo o LDL (colesterol ruim), e protegendo o corpo de doenças cardiovasculares e cerebrais.

A linhaça kobber é uma excelente opção para deixar ainda mais nutritiva sua salada, vitaminas, bolos e pães.

Barras de Nuts Classic

Os nuts, também conhecido por oleaginosas, são essenciais para regular o organismo, melhorar a circulação cardiovascular e funcionam como fonte de gordura boa. Segundo a Food and Drug Administration (FDA), basta consumir, literalmente, um punhado dessas oleaginosas por dia para já sentir os benefícios no organismo: “O recomendado seria 140g de oleaginosas por semana. Uma ingestão diária de 30g já é suficiente.

Para facilitar a ingestão desses alimentos, a Kobber desenvolveu barras saborosas de alta qualidade. Tenha sempre uma em sua bolsa e não descuide da sua alimentação!

Investir em uma alimentação saudável vai além de um autocuidado, é importante para a manutenção da saúde. Adicione alimentos ricos em fibras na sua dieta e não esqueça de ingerir bastante água. Se você gostou desse conteúdo e quer conferir outros posts como esse, acesse nosso blog!

Data: 12 de abril de 2021

Alimentação saudável: quais os principais erros que cometemos?

Conheça os 5 erros mais comuns e tenha uma alimentação mais equilibrada

Nos últimos 40 anos a obesidade infantojuvenil no mundo aumentou de 1% para 6% em meninas e de 1% para 8% em meninos. A maioria (cerca de 70%) dos adolescentes com obesidade manterão essa condição na vida adulta. No Brasil os índices de sobrepeso e obesidade refletem os padrões mundiais e os dados são ainda mais assustadores quando analisamos a má alimentação.

Uma em cada cinco mortes no mundo em 2017 esteve relacionada a uma alimentação ruim, seja por consumo excessivo de sal, açúcar ou carne, ou por carência de cereais integrais e frutas, afirma um estudo divulgado na revista The Lancet. Cerca de 11 milhões de pessoas morreram de alguma doença decorrente de maus hábitos alimentares.

Uma alimentação saudável não é sinônimo de privação ou de uma alimentação sem sabor. Para ter saudabilidade, você deve garantir que seu organismo esteja recebendo todos os nutrientes de que ele precisa. É necessário pensar na variedade, equilíbrio, quantidade e segurança dos alimentos que estão sendo ingeridos.

Qual a importância de uma alimentação saudável?

Alimentação saudável é sinônimo de saúde! A ingestão de uma dieta deficiente pode levar à desnutrição, obesidade, diabetes, hipertensão, alguns tipos de cânceres e até mesmo a morte. Insira mais nutrientes em suas refeições, coma mais saladas, grãos, frutas e beba muita água.

Principais erros que cometemos em nossa alimentação

A importância de se alimentar bem é reconhecida por muitas pessoas, mas, na prática, a gaveta do escritório ainda tem chocolates e salgadinhos, e aquele doce no meio da tarde é devorado sem culpa. Devido ao comodismo, muitos acabam comendo o que for mais prático no momento, como as comidas industrializadas, que são feitas com um grande excesso de gorduras, conservantes, açúcar, entre outros vilões da saúde. Conheça agora os 5 principais erros e mude seus hábitos!

Não tomar café da manhã

O café da manhã é uma das refeições mais importantes, por ser a primeira fonte de energia do dia, ele auxilia no controle de peso, além disso, estudos comprovam que conserva a memória e previne doenças do sistema digestivo. Acrescente cereais na sua rotina ou superfrutas para ter saudabilidade em seu dia logo cedo!

Pular as refeições

Os médicos e especialistas indicam alimentar-se no mínimo três vezes ao dia em horários definidos. Não pulando nenhuma delas para não ter uma fome maior e acabar comendo mais do que o necessário. Além disso, uma alimentação equilibrada ao longo do dia colabora para um gasto de energia mais saudável.

Quando der aquela fominha entre as refeições, opte por algo leve como uma barra, ou nuts, ou uma fruta de bolso.

Dieta monocromática

Um dos maiores erros está presente na hora de montar seu prato. Você deve ter uma variedade de cores e sabores, sendo de preferência: 50% vegetais crus e cozidos, 25% de proteína (animal ou vegetal) e 25% de carboidratos. Uma boa dica, é a ingestão de quinoa e chia na salada e nas refeições, pois aumentam a nutrição da sua alimentação.

Não beber água

A água é um hidratante natural que colabora para um bom funcionamento do organismo, ajuda no processo digestivo e ainda oferece melhorias na pele, cabelo e unhas. Um estudo comprovou a eficácia em perda de peso ao beber água 30 minutos antes do almoço e do jantar.

Comer carne vermelha em excesso

Pesquisadores dos EUA afirmaram, em março de 2012, que o consumo diário de carne vermelha aumenta em 13% o risco de morte prematura. O recomendado é que ela esteja presente no cardápio moderadamente, de duas a três vezes por semana. A substituição da carne vermelha por legumes, cereais e sementes, ajuda a manter uma vida mais saudável.

Portanto, investir em uma alimentação saudável vai além de um autocuidado, é importante para a manutenção da saúde. Adicione alimentos ricos em fibras na sua dieta e não esqueça de ingerir bastante água. Se você gostou desse conteúdo e quer conferir outros posts como esse, acesse nosso blog!

X