whatsapp

Data: 7 de outubro de 2021

Hábitos alimentares infantis: dicas para uma alimentação saudável.

Já chegou a questionar como os hábitos alimentares influenciam na nossa saúde desde pequenos? 

Segundo o IBGE, 44 milhões de crianças com menos de cinco anos estão acima do peso. Outro dado importante é que cerca de um terço da população entre cinco e nove anos sofre do mesmo problema. 

Existem diversos fatores que influenciam diretamente neste cenário, principalmente os hábitos alimentares e o estilo de vida.  A criação desse processo vai além de restrições alimentares ou não comer algo que goste e é exatamente sobre isso que falaremos a seguir! 

Vamos nessa? Aproveite a leitura. 

O que é Hábito Alimentar?

A definição de hábitos alimentares conforme o dicionário é como o indivíduo ou grupo se alimenta, considerando quais tipos de alimentos, em que quantidades e quando são consumidos. 

É necessário entender que ter o hábito de alimentação saudável desde a infância pode trazer diversos benefícios na vida adulta, isso porque é durante esse período que o comportamento alimentar, texturas e sabores são formados.

Sabemos que nos 2 primeiros anos de vida as preferências alimentares são formadas e o aprendizado acontece, quem já teve dificuldades em fazer uma criança comer (e gostar de comer) seus vegetais, certamente sabe que estamos falando. 

Os hábitos alimentares infantis afetam diretamente o comportamento alimentar, que está ligado ao bem-estar, à formação de obesidade e à saúde geral. 

A importância de hábitos alimentares saudáveis  na infância 

No mundo agitado onde as rotinas sofrem mudanças constantes, existe certa dificuldade em conseguir preparar refeições saudáveis, porém algumas atitudes podem ser evitadas visando a qualidade de vida dos pequenos. 

Evitar fast food, refeições com alto teor de gordura, refrigerantes açucarados e açúcar na dieta das crianças são algumas ideias que podem ser executadas de forma simples.

Procure oferecer frutas e vegetais que são fáceis de preparar, até mesmo algumas opções de doces sem açúcar para quando a vontade bater. Ofereça sempre, crianças tendem a apreciar alimentos que são oferecidos regularmente. 

Outra dica importante é que as crianças aprendem por meio da observação e não difere com os hábitos alimentares, ou seja, a possibilidade dela comer alimentos saudáveis aumenta quando ela vê os pais comerem também. 

Quando a criança passa a se alimentar de uma forma saudável, problemas vasculares, diabetes e obesidade são passíveis de redução. 

3 dicas para criar hábitos alimentares saudáveis na infância 

  1. Não pressione as crianças 

É extremamente normal que as crianças tenham um sentimento de negatividade quando são forçadas ou pressionadas a comer alimentos novos. 

Nossa dica é para você tentar introduzir novamente esse alimento no futuro, isso vai ajudar a garantir que elas não se sintam mal caso não gostem de algum alimento. 

  1. Estimule brincadeiras 

Quem nunca aprendeu brincando? Além de adquirir diversos aprendizados que estimulam seu crescimento, através das brincadeiras a criança trabalha sua coordenação motora, desenvolvimento cognitivo e aprende a respeitar as regras. 

  1. Coma junto em família 

Esse hábito pode começar desde pequeno e  além de diminuir o risco de ficarem acima do peso, vai permitir que você crie memórias afetivas importantes. 

Crianças que almoçam ou jantam em família tendem a consumir alimentos mais saudáveis como grãos, vegetais e legumes. 

Considere que esse processo de aprendizado exige paciência, carinho, compreensão e principalmente dedicação. E saiba que todo esse esforço além de saudável, valerá muito a pena! 

Dica Bônus

Você sabia que a granola é um alimento rico em fibras e nutrientes que ajudam no bom funcionamento do organismo? 

Baixe nosso Guia Prático e confira 5 receitas deliciosas! 

Agora sim, contra pra gente: gostou do artigo? Esperamos que sim!

Compartilhe com quem você ama e acompanhe nosso blog, em breve estaremos de volta. 

Sabor e Saúde na Alimentação

Até a próxima

Data: 8 de junho de 2021

3 deliciosas receitas com Granola para curtir o inverno

Granola, sua aliada em todas as estações

Durante o inverno é comum que sintamos uma vontade de chutar o balde e consumir apenas alimentos calóricos como massa, chocolate, doces e muito pão. Isso acontece porque no frio, o nosso organismo tende a aumentar o consumo de energia para manter a temperatura corporal.

Nessa época do ano, acabamos adoecendo com mais facilidade, e justamente por este motivo que, nos dias mais frios do ano, é preciso redobrar os cuidados com a alimentação. Opte por uma alimentação saudável consumindo bons nutrientes, vitaminas, cereais e alimentos que causam saciedade.

A granola é uma forma prática e deliciosa de ingerir cereais integrais e alguns nutrientes que nosso organismo necessita para aumentar nossa imunidade e manter a dieta em equilíbrio mesmo na estação da “gula”.

A granola pode ser consumida de diferentes formas e compor inúmeras receitas. Uma ótima aliada nas receitas fit e está presente na mesa de muitos brasileiros como um complemento que além de agregar valor ao sabor das refeições, ainda as tornam mais saudáveis e nutritivas. As fibras são o grande diferencial da granola. Fundamentais para o organismo, ajudam no funcionamento do intestino e dão mais energia para o corpo. Além disso, seu consumo de forma regular previne doenças e ajuda no controle do colesterol e da glicemia.

Conheça 3 receitas deliciosas com granola

 

Receita de Bolo de Maçã com Granola

Ingredientes 

  • 3 ovos
  • 3 maçãs cortadas em cubinhos
  • 1 xícara (chá) de granola maça light Kobber
  • 1 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo
  • ½ xícara (chá) de óleo (canola, milho)
  • 1 ½ xícaras (chá) de açúcar mascavo
  • Canela em pó
  • ½ colher (sopa) de cravo em pó
  • 1 colher (sopa) de fermento

Modo de preparo 

Em uma tigela, misture bem todos os ingredientes. Coloque em uma assadeira untada e enfarinhada. Leve ao forno médio, pré-aquecido, por cerca de 25 minutos. Após assado, desenforme e coloque por cima açúcar com canela.

Bom Apetite!

Receita de Peito de Frango com Crosta ao Molho Mostarda

Ingredientes 

  • (400g de peito de frango)
  • 500 g de granola Kobber triturada no liquidificador
  • 2 ovos
  • Sal
  • 4 colheres de mostarda
  • 1/2 cebola
  • 1 dente de alho
  • 3 colheres de leite
  • Óleo

Modo de preparo 

Corte o frango em filés e tempere com sal. Para fazer a crosta, bata os ovos com uma pitadinha de sal, passe os filés no ovo e depois na farinha de granola Kobber. Frite em óleo bem quente e depois coloque os filés no papel toalha para tirar o excesso de gordura.

Para o molho de mostarda, aqueça 2 colheres de azeite e frite o alho (muito cuidado para não queimar). Junte a cebola e refogue até ficar dourada (bem fritinha) Quando a cebola estiver no ponto acrescente a mostarda, deixe cozinhar um pouco (cuidado para não grudar no fundo) e junte o leite. Deixe cozinhar até ficar encorpado (se achar muito forte coloque mais leite).

Bom Apetite!

Receita de Cookies de Chocolate com Granola

Ingredientes 

  • 1 xícara de manteiga
  • 2 xícaras de açúcar
  • 1 ovo
  • 1 colher (chá) de bicarbonato
  • 2 xícaras de trigo
  • 1 xícara de amido de milho
  • 1 e 1/2 de chocolate em pó
  • 2 colheres (chá) de essência de baunilha
  • 1/2 colher (chá) de sal
  • 1 e 1/2 de granola Kobber

Modo de preparo 

Misture todos os ingredientes em uma vasilha e amasse até desgrudar das mãos. Faça bolinhas e coloque em uma forma untada. Em seguida amasse-as com um garfo para fazer o detalhe e leve ao forno a 200° C de 15 a 20 minutos.

Essas receitas são opções deliciosas que levam ingredientes importantes para manter a imunidade alta e ajudam a manter a temperatura corporal.  Além dessas opções, você também pode contar com a ajuda de snacks e lanches rápidos deliciosos e saudáveis.

A Kobber possui os cookies integrais e cookies de  granola que são excelentes fontes de vitaminas e fibras. Gostou das nossas dicas? Inscreva-se na nossa newsletter e receba todos esses conteúdos, direto na sua caixa de e-mails.

Bom Apetite!

Data: 12 de abril de 2021

6 dicas de como transformar a Granola sua aliada na dieta

Insira essa fonte de fibras em sua rotina. Saiba como!

A granola é uma combinação de cereais integrais assados, que pode ser adoçado mel, melado, açúcar demerara, açúcar mascavo e pode ser enriquecida com frutas desidratadas e castanhas. Encontramos muitas vezes, em sua mistura, uvas-passas, flocos de maçã e castanhas. Além de saudável e nutritiva, combina com vários alimentos e rende ótimas receitas!

O composto surgiu por volta de 1830, e sua lista de ingredientes não foi sempre assim. Quando o americano William Sylvester Graham inventou, era uma espécie de farinha integral, um preparado feito apenas de cereais moídos, sem nenhum aditivo. Esse alimento passou por várias adaptações e hoje está presente na alimentação de muitas pessoas que buscam uma vida mais saudável e equilibrada.

O cereal é muito utilizado no café da manhã, lanche da tarde e até no almoço, basta usar a criatividade porque essa fonte de fibras e nutrientes é muito versátil.

Benefícios da Granola

A granola é uma excelente aliada no processo de emagrecimento, além de ser boa para o intestino funcionar, ser fonte de vitaminas, proteínas e ferro. Ao consumi-la você terá mais energia e vitalidade, porque contém as vitaminas A, B1, B2, B3, B6 e E, além de minerais zinco, selênio, cromo, manganês, micronutrientes que fornecem ao organismo mais energia e vitalidade para retardar o envelhecimento e combater os radicais livres.

Consumindo o cereal com regularidade, seu colesterol ruim irá diminuir e ainda te auxiliará no processo de emagrecimento. A granola atua no metabolismo dos carboidratos (absorção é mais lenta) e aumenta a sensação de saciedade, podendo, assim, te ajudar a emagrecer quando consumida dentro de uma dieta equilibrada.

6 dicas de como combinar a Granola

Granola é sinônimo de versatilidade. O mix de cereais pode substituir alimentos ricos em carboidratos (pães, torradas e bolachas), também pode ser utilizada no preparo de diferentes pratos e bebidas, indo do café da manhã ao jantar. Conheça 6 combinações para você inserir na sua rotina também.

Em guarnições salgadas

Você pode usar a mistura de cereais salpicada sobre salada de folhas, seu paladar terá um mix de sabor com um toque agridoce e crocância. Além disso, você pode adicioná-la em sopas ou creme de verduras.

Em sanduíches

Quando você for preparar seu lanche, opte por rechear o pão com uma pasta light (de ricota com espinafre, por exemplo), alface, tomate, um molhinho e a granola para finalizar e deixar o sanduíche ainda mais saboroso e nutritivo.

Com frutas frescas

Uma alternativa para quem deseja um lanche rápido, nutritivo e que não requer muito trabalho é fazer um mix de frutas – mamão, manga, morango, banana e maçã picados – e, depois, acrescentar a granola por cima.

Em sucos, vitaminas e smoothie

Para tornar sua bebida mais saborosa, rica em fibras e nutrientes, acrescente ao leite e aos berries ou outras frutas no liquidificador um pouco de granola. Você terá uma bebida com muito mais saudabilidade.

Com açaí

Na época mais quente do ano, um açaí bem gelado combina perfeitamente com uma granola fresca e bem selecionada. Acrescente esses itens na sua lista de compras e não se esqueça na próxima vez que for ao mercado!

No mousse de frutas

O mousse é uma das sobremesas mais queridas e para quem não quer abrir mão do doce, mas deseja algo mais saudável, basta acrescentar a granola em cima. Os cereais dão uma textura diferenciada à sobremesa e concedem mais sabor.

Não deixe de adicionar alimentos ricos em fibras na sua dieta, eles colaboram com a funcionalidade do seu intestino e aumentam sua imunidade. Se você gostou desse conteúdo e quer conferir outros posts como esse, acesse nosso blog!

Data: 2 de fevereiro de 2021

Alimentação pré e pós treino: o que consumir?

Quem pratica atividades físicas regularmente sabe da importância da alimentação pré e pós treino. Para que o treino tenha resultados, vários fatores devem ser considerados como a qualidade e regularidade dos treinos, bem como a alimentação.

Afinal, tudo que é ingerido pelo organismo serve de substrato e energia para as células. Assim, se há uma ingestão correta de carboidratos e proteínas, o corpo consegue queimar as calorias extras e facilitar o metabolismo anabólico para o ganho de massa muscular.

Além disso, a alimentação correta antes e depois do treino afasta as chances de mal-estar e queda do nível de açúcar no sangue e restabelece as reservas de energia para recuperação muscular.

Para elaborar esse conteúdo, convidamos o treinador de atletas de fisiculturismo e personal, Ulysses Pedro. Ele é educador físico, tem pós graduação em fisiologia do exercício e pós-graduação em bodybuilder coach. Atualmente, tem um escritório de consultoria esportiva em São Paulo e é embaixador da Kobber. 

Alimentação pré e pós treino: o que comer? 

A melhor alimentação no pré e pós treino vai depender dos objetivos que você tem. Por exemplo, há pessoas que entram na academia para melhorar a qualidade de vida, outras têm objetivos claros de emagrecimento e há ainda aqueles que querem ganhar músculo.

Para cada caso, há treinos e dietas específicas e nada melhor que consultar profissionais da área de nutrição e educação física para garantir os melhores resultados.

Ulysses destaca a importância da granola, que pode ser ingerida tanto no pré-treino quanto no pós. No pré-treino, ela funciona como um alimento com quantidade suficiente de carboidrato com rápida absorção. No pós-treino, por possuir um índice glicêmico bom, ela ajuda na recuperação muscular.

Por isso, tanto no pré quanto no pós treino, Ulysses come a granola tradicional da Kobber com whey protein e frutas. Essa opção tem rápida absorção, é saborosa e prática. Veja outras dicas:

Alimentação para o pré-treino 

O carboidrato, embora considerado vilão das dietas de quem deseja emagrecer, deve ser consumido antes do treino, pois ele garante a energia imediata necessária para o exercício. Antes de malhar, é importante ingerir alimentos com carboidrato, para que ele funcione como fonte primária de energia e a proteína tenha função anti-catabólica para que o treino seja mais intenso.

Se o seu objetivo for perder gordura, uma dica é realizar um pequeno lanche uma hora antes do treino, para ajudar o corpo a recorrer às reservas de gordura como energia. Já no caso de quem deseja ganhar massa muscular, o pré-treino deve ser composto de carboidrato, que é digerido mais rapidamente, e proteína para fornecer aminoácidos para toda a prática do exercício. 

Veja algumas opções de alimento:

Para as refeições pré-treino, é importante evitar alimentos gordurosos e difíceis de serem digeridos, como carne vermelha, oleaginosas e alimentos ricos em sal, que podem reter líquido. 

Alimentação pós-treino

Após finalizar os exercícios, é fundamental oferecer insumos para o corpo se recuperar. Aqui, o carboidrato vai nivelar os estoques de glicogênio e a proteína realizará a sintetização e estimulará a produção dos músculos. Assim, é preciso escolher alimentos que reponham o estoque de energia e tenham proteína suficiente para esse processo. Veja algumas dicas: 

  • barras proteicas;
  • pão integral com pasta de amendoim;
  • omelete com legumes;
  • peito de frango;
  • macarrão integral;
  • mandioca/batata-doce;
  • iogurte com granolaxx.

Por fim, mas não menos importante, lembre-se de se hidratar antes, durante e depois do treino. Gostou do nosso conteúdo? Quer conferir algumas dicas de lanches saudáveis para o verão? Então, leia o post no blog

X